12 de novembro de 2007

Ahhh e tal ... é só farpas...

É verdade pessoal .. a minha vida deu uma volta de 360º. Eu estava claramente à beira do abismo, mas, tomei a atitude correcta que foi dar um passo em frente.

Ultimamente não me tenho dedicado aos amigos. EEHEHHE. Arranjei novos amigos? Nããããã

Esta farpa vai para mim. Totalmente para mim. Verdascadas nas costas até sairem pedaços de carne tão grandes que mete medo até aos lobos. AIIIIIIIIIIII

Tou em busca do sucesso perdido. Do elo perdido da minha vida que me liga a esta identidade terrena, que faz com que ainda esteja vivo. Pois, sem sucesso, mesmo que relativo, começo a defenhar, entro numa espiral de perca de peso e eis que acabo por sucumbir à falta de nutrientes no meu organismo e os orgãos internos começam a falhar e acabo por falecer sem que ninguém dê conta de mim.
Eu não quero nada disso. A vida é algo precioso que devemos presevar (será a vida ou a árvore?) e devemos alimentar, a devemos encher de momentos onde podemos nor orgulhar mais tarde. Um vida nomada e sem rumo no futuro não deixa nada para recordar e no final, quando estamos pertos do último suspiro, no momento que vemos a nossa vida toda em prespectiva, vemos que nada deixamos para simplesmente recordar.

Por isso tudo e por mais alguma coisa, esta farpa, este veneno que percorre as minhas veias vai directamente envenear-me a mim. Sim? Não é só para envenenar outros, mas, a mim também que tenho faltado consecutivamente a eventos mais do que importantes. Eventos esses que deixariam a marca mais do certa no meu semblante a quando do meu último respirar. Tenho justificação... até posso ter, mas, ela é irrelevante quando falamos em não estar com os amigos. Amigos que estavam lá, que estão lá e que vão continuar lá esperando ansiosamente pelo D. Sebastião, nosso Rei Menino, volte e lhes afague o coração com as suas palhaçadas. Sim, palhaçadas. Eu sei bem que o que gostam de mim é que vos faça rir e por isso faz de voces todos os interesseiros. Nem sei bem porque ainda vos aturo, a voces que só querem saber de mim para vos trazer novos temas de conversa e para que possam rir à desgarrada até que a barriga vos doa..... acham que eu gosto de ser palhaço? Aproveitam-se da fraquesa de uma pessoa, da solição e são como o comunismo e nacionalizam tudo que não é vosso, como a minha boa disposição.

Não......... não podem fazer isso comigo............ como eu pude ser tão cego?? Mas que amigos são estes que eu tenho??? Arrrrggggggggg

Amanhã verão nos jornais: "Jovem de 33 anos mata-se de desgosto, por ter amigos interesseiros!"


Até sempre
Esqueleto

3 comentários:

Pedro disse...

Isso deve ser a idade de cristo que te está a dar para cruxificação! e aparecer no jornal só se for no correio da manhã, no crime ou no 24 horas...e estes não fazem parte dos meus hábitos literários, lamento!

E não é com esta chantagem emocional barata que me vais levar a comprar cenas da "AGEL"!!!! Tás a ouvir?!?!

Nem que estivesses cheio de feridas por teres andado de rojo, nu, no alcatrão e a entrar para dentro de uma banheira cheia de alcóol!! :))

AnaCarina disse...

Caro amigo esqueleto ou sera palhaço???

seja bem aparecido...
sim e verdade tens andado a perder umas coisas, uns venenos valentes....
jantares de encontros e desencontros... mas enfim... tu só queres mesmo é dar no gel!!! a vida e feita de prioridades e divisões... tu escolhes :P

mas também, os meus amigos são assim... de excessos! Uns dão no gel, outros no alcool (depois a hora da cinderela, mais coisa menos coisa vão para casa... ainda se transformavam e óh depois...),

outros dão no veneno... esqueleto tens perdido cá umas mocas :) até abrias a pestana :)

Bem se quiseres saber mais... aparece.. com gel ou sem gel es sempre bem aparecido...

Beijinhos com veneno suicidario
Até sempre

Anónimo disse...

Eu por cá ouvi dizer que o teu novo amigo é o Agel!!!

Beijos. Filipa.